A ave mais antiga do Brasil

A Cratoavis viveu no tempo dos dinossauros

Cratoavis em seu ambiente de vida, na borda de um grande lago com muitos vegetais, insetos e peixes.
Reconstituição Deverson Silva (Pepi)
 

Ficha Técnica

Nome: Cratoavis cearensis
Origem: Ceará, Brasil
Tamanho: 12 centímetros
Peso: Cerca de 20 gramas
Época em que viveu: 115 milhões de anos atrás (Período Cretáceo)

Apesar de muito pequena, com ossos frágeis, muitas plumas ao redor do corpo e uma longa cauda formada por duas grandes penas, a Cratoavis é o fóssil de ave mais importante já descoberto no Brasil. Foi encontrado no interior do estado do Ceará, na região de Crato, o que inspirou o seu nome. Trata-se da mais antiga ave brasileira, e a mais completa de todo o antigo supercontinente Gondwana, grande bloco de terra que reunia os atuais territórios da América do Sul, África, Antártica, Austrália, Índia e Madagascar. 

A Cratoavis impressiona por seu pequeno tamanho, mas sua importância é enorme para o entendimento da evolução das aves. Seus ancestrais mais antigos foram animais parentes dos dinossauros, que evoluíram, adquirindo penas e a capacidade de voar.

Ismar de Souza Carvalho
Casa da Ciência
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.