Natureza digital

Não faz muito tempo que a gente observava pessoas de todas as idades usando o celular para “capturar” criaturas virtuais espalhadas pela cidade. Crianças, adolescentes, tios, avós… era uma disputa danada para ver quem pegava mais! Agora, imagina se, em vez de capturar personagens fictícios, usássemos o celular para capturar animais, plantas e outros organismos do mundo real. Melhor ainda: sem machucar nem prender nenhum deles! E se esse passatempo ainda pudesse ajudar a pesquisa de cientistas das mais diferentes partes do mundo? Gostou da ideia? Então, vem saber mais sobre como criar sua coleção digital de seres vivos e, quem sabe, se tornar um(a) influenciador(a) da natureza!

Ilustrações Jéssyka Gomes

Pode acreditar: existem plataformas digitais usadas para registrar e armazenar informações sobre a natureza do mundo todo! Uma delas se chama iNaturalist, é gratuita e pode ser acessada via site ou aplicativo de celular. A plataforma foi criada para contribuir com a proteção e a conservação da natureza e permite a colaboração de qualquer pessoa com o envio de fotografias de seres vivos.

Lá está você, andando pelo parque, quando, de repente, encontra uma ave muito bonita. Voltando da escola, dá de cara com um besouro muito diferente. No final de semana, vai visitar aquela tia que mora longe e vê uma flor superinteressante. Com o celular – ou mesmo com uma câmera fotográfica comum – você pode tirar uma foto do ser vivo que chamou a sua atenção e adicioná-la à sua coleção no iNaturalist. Conforme você adiciona fotos, vai alimentando a plataforma e criando um acervo com todas as criaturas da natureza com as quais você já se deparou durante a sua jornada. Demais, hein?!

André Menegotto
Departamento de Ecologia
Universidade Autônoma de Madri

Milena Fiuza Diniz
Centro de Conservação e Sustentabilidade
Instituto de Biologia da Conservação Smithsonian

 

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

O voo dos albatrozes

Nossas ações em terra firme podem afetar o destino dessas aves oceânicas

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.