Numa baía de Paraty

Saco do Mamanguá, um lugar de beleza natural e cultura tradicional caiçara

O Saco do Mamanguá é uma pequena baía com um formato especial.
Foto Pedro Gabriel Maciel/Wikipédia

Na cidade de Paraty, no estado do Rio de Janeiro, fica uma das paisagens mais bonitas do litoral brasileiro: o Saco do Mamanguá, uma pequena baía, com um formato especial. A aparência é de um vale estreito e comprido que, de longe, lembra um fiorde. Opa! O que é isso?

Fiorde é um termo geográfico associado sempre à presença do gelo e a países gelados, como a Noruega, que fica lá no Norte da Europa. O fiorde se forma quando o peso das geleiras começa a “recortar” as montanhas de cima para baixo. O resultado disso são vales muito inclinados e profundos. É um processo que leva milhares de anos. O mar consegue invadir esses vales e formam-se belíssimos fiordes, ou seja, longos e estreitos caminhos de mar, com águas azuis.

Mas estamos falando do Rio de Janeiro, e do Brasil, um país tropical. Estamos falando do Saco do Mamanguá que de gelado não tem nada, não é mesmo? Pois é! Por isso o local apenas lembra um fiorde. Mas isso não desmerece em nada a beleza local. A vista e a visita valem muito!

Eduardo Bulhões
Unidade de Estudos Costeiros
Universidade Federal Fluminense

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.