Para baixo todo santo ajuda

Já pensou em como nosso cérebro entende os ditados populares?

Ilustração Jaca

Quando você está subindo uma ladeira ou muitos lances de escada, carregando peso, já deve ter passado pela sua cabeça  que poderia ser uma descida e não uma subida, porque isso seria bem mais fácil. Afinal, “para baixo todo santo ajuda”, não é mesmo? 

 


priscila
edla

Priscilla Oliveira Silva Bomfim
& Edla Herculano

“Sou uma pesquisadora apaixonada pelo cérebro e aqui vamos conversar sobre a (neuro) ciência dos ditados populares”.

Edla Herculano é farmacologista e parceira do Núcleo de Pesquisa, Ensino, Divulgação e Extensão em Neurociências (NuPEDEN) da Universidade Federal Fluminense.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.