Vizinhos em apuros

Um urso polar solitário em cima de uma calota de gelo. Mais do que um animal sem rumo nas águas geladas, essa imagem se tornou um símbolo de que as mudanças climáticas ameaçam a vida de diversas espécies. Algumas delas são seres marinhos pouco conhecidos, mas que precisam de muita atenção, porque são importantes para o equilíbrio do oceano e, consequentemente, do planeta. É hora de conhecer quem são, e o que está acontecendo com alguns vizinhos do urso polar!

Foto Freepik

Cientistas acreditam que existem cerca de 8 milhões de espécies de animais espalhadas pelo planeta. De cada 100 espécies, três são de animais vertebrados (possuem coluna vertebral) e 97 são de invertebrados (não apresentam coluna vertebral). Este grupo maior inclui formigas, aranhas, minhocas e uma quantidade enorme de outros invertebrados dos quais muitos de nós nunca ouvimos falar!

Entre os invertebrados menos conhecidos estão os que vivem no oceano, como os ctenóforos, os poliquetas, os lírios-do-mar, as sépias etc. Muitos fatores explicam por que é tão difícil estudar alguns seres que vivem debaixo d’água: a alta pressão, a escuridão, a água extremamente fria… Tudo isso fica ainda mais complicado quando os seres são muito pequenos ou mesmo microscópicos, como é o caso de muitos invertebrados.

 

Mariana Contins,
Lucas Alves da Fonseca,
Christine Ruta
Labiom – Instituto de Biologia
Universidade Federal do Rio de Janeiro

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Quem protege os meros?

Peixes que podem ser maiores do que humanos estão ameaçados de extinção.

Mar, misterioso mar!

Cheio de vida e de surpresas, o oceano mexe com a imaginação da gente.